Coelhos

15:30Drika Rili






Em 1998, uma das mais perturbadoras descobertas do século 20 foi feita em uma pequena cidade no estado do Alabama. Durante aquele verão, alguns residentes da cidade de Roebuck alertaram as autoridades sobre a presença de um trailer enferrujado e decadente localizado nos limites da cidade, apenas alguns metros de uma pequena área residencial.

Ocasionalmente, gritos abafados e gemidos podiam ser ouvidos, vindos do aparentemente abandonado trailer e sempre nos finais de tarde, levando os residentes a confundirem com o som de crianças brincando; até que um dia, uma senhora percebeu a estranheza dos sons e resolveu chamar a polícia.

Quando os policiais chegaram, iniciaram uma varredura no trailer. À primeira vista, o trailer parecia estar realmente abandonado. Os únicos móveis eram uma cadeira dobrável enferrujada, um sofá florido manchado, que exalava um forte cheiro de bolor, e uma surpreendentemente nova mesinha de varanda. Não parecia haver algo muito suspeito dentro do trailer. Porém, o mesmo não valia para o pequeno esconderijo abaixo dele.

Debaixo de uma fina camada de terra, uma mala foi retirada do chão abaixo do velho trailer. Dentro da mala, os policiais encontraram 14 fitas VHS sem identificação. O conteúdo das fitas parecia ser exatamente o mesmo, porém, mostrando pessoas diferentes.

As fitas começavam do mesmo jeito, uma tela preta desbotando-se para mostrar uma criança amarrada na mesma cadeira de metal que tinham encontrado no trailer. Todas as crianças nas fitas mostravam a mesma expressão de terror enquanto a câmera passava a focar seus rostos, com olhos vermelhos e fundos. Apesar da fita tampando suas bocas, seus soluços ainda podiam ser ouvidos.

Após alguns segundos de vídeo, a criança arregalava os olhos e começava a chorar de modo mais desesperador. Nesse momento, a sombra do cameraman tornava-se visível, e era possível perceber que ele segurava um pequeno animal. Julgando pelo formato da sombra e os guinchos, o animal aparentava ser um coelho.

O câmera segurava o animal acima de sua cabeça por alguns minutos, antes de começar a sacudi-lo violentamente e joga-lo no chão com tanta força que o animal soltava um terrível grito. Você até conseguia ouvir os ossos do animal se chocando contra o chão. Como você pode imaginar, isso apenas fazia a criança chorar e gritar mais, porém, os sons eram abafados.

Enquanto a criança continuava gritando, o câmera pegava o coelho que ainda estava vivo e começava a sacudi-lo e joga-lo para cima; dava para perceber uma grande quantidade de sangue saindo do coelho e se espalhando pelo local. Enquanto fazia isso, o câmera falava, “O que houve [nome da criança]? Pensei que gostava de animais?”

A criança não respondia, ela apenas soluçava. Então o câmera falava com um perceptível tom cínico, "Oww... olha só. Você ainda pode brincar com esse coelhinho depois que eu acabar de brincar com ele, certo?"

Após falar isso, o homem pegava uma grande faca de caça, e de forma brutal, cortava o coelho ao meio. Os guinchos do pequeno animal pareciam causar diferentes reações nas crianças. Em alguns vídeos, as crianças pareciam desmaiar com a terrível cena, outras apenas se sacudiam e gritavam. Em um dos vídeos, uma garotinha bem pequena parecia ter vomitado, e como a boca estava tampada com uma fita, o vômito acabou saindo pelo nariz, o que a fez gritar de agonia, então ela começava a ficar mole, enquanto os olhos rolavam para cima. O vídeo acabou mais cedo nesse caso.

Para as crianças que não desmaiavam, o câmera jogava a faca no chão e começava a girar o coelho acima da cabeça, como se fosse as hélices de um helicóptero. Sangue e tripas se espalhava para todos os lados, inclusiva na própria criança aterrorizada. No fim, os vídeos conseguem ficar ainda mais estranhos. Enquanto as crianças continuam a chorar, elas passam, de repente, a olhar para a esquerda e arregalam os olhos enquanto o câmera fala, “Veja, [nome da criança]! Ele quer falar com você!” Após essa fala, o vídeo é cortado abruptamente.

O final dos vídeos eram sempre os mesmos. A imagem de uma cruz vermelha aparecia ao fundo, enquanto as palavras “OBRIGADO POR VISITAR [nome da criança]!!!” surgiam em letras brancas, seguidas pela frase “JESUS TE AMA”.

Após esse caso, a cidade de Roebuck ganhou um certo nível de infâmia no estado do Alabama. Embora o caso tenha sido aberto em 1998, nenhuma outra evidência foi encontrada na área. As crianças nos vídeos não foram identificadas, e o velho trailer foi desmontado e retirado do local, que atualmente serve como um playground para as crianças da área.

Se você decidir visitar o local, aposto que ficará surpreso com o número de coelhos selvagens que ocupam a área. O estranho, é que os coelhos adoram brincar com as crianças que vão ao local, e alguns coelhos até tentam seguir as crianças até suas casas.



Via: Creepypasta Brazil

Você também pode gostar de

0 comentarios

Popular Posts

Formulário de contato