A Novela

15:34Drika Rili






"E rezou para que tudo fosse uma novela".

Assim terminava seu longo livro, que lhe custou muitos dias de trabalho e noites de insônia. No dia seguinte ele o publicou e, para sua surpresa, recebeu boas críticas. Todos elogiavam sua tão bem narrada história, na qual relata a história de uma pessoa que sequestra uma mulher e a deixa em cativeiro por vários anos no sótão de sua casa. Os críticos parabenizaram os diálogos e a atmosfera tensa e obscura que rodeava a obra.


Contudo, o autor do relato sabia bem que sua principal fonte de inspiração foi sua esposa, ela foi quem o incentivou a escrever esse romance. Assim, como forma de agradecimento, após o trabalho ele lhe comprou um ramo de flores. Ao chegar em sua casa, abriu a porta e pegou uma chave que repousava sobre a mesa, depois abriu a porta do sótão e desceu as barulhentas escadas.

Lá embaixo, acendeu as luzes que iluminaram a escuridão, e ali estava, em um canto, o que uma vez foi uma moça linda de cabelos loiros e olhos tranquilos. O que uma vez foi uma jovem doce e amável, que um dia foi sequestrada por um doente e deixada em cativeiro em um sótão por quem sabe quantos anos. Essa mesma moça, a quem só restava seus ossos e sua carne em decomposição. O homem se aproximou do cadáver e disse com alegria: "Obrigado meu amor, foi tudo graças a você".

Você também pode gostar de

0 comentarios

Popular Posts

Formulário de contato